chatbot para entretenimento

Chatbot como uma alternativa de inovação para o entretenimento

Não é segredo para ninguém que a internet se tornou uma fonte de diversão para os seus usuários. É só observar o crescimento dos serviços de streaming, tanto para músicas quanto para filmes, jogos on-line, entre outras ferramentas. Hoje, inclusive, as pessoas têm acesso a programas computacionais que conversam com elas, apresentando-se como uma excelente alternativa de comunicação.

chatbot como forma de inovação para o entretenimento tem despontado entre as novidades desse mercado.

No entanto, ainda existe muito a ser desvendado sobre a ferramenta como instrumento para entreter. E é pensando justamente nisso que criamos o artigo de hoje. A seguir, você descobrirá um pouco mais sobre a necessidade de inovar na área de entretenimento e como o software ajuda nesses casos. Confira!

A importância da inovação para o entretenimento

Como se sabe, o setor de entretenimento exige muita criatividade por parte das empresas que atuam nele. Atender a necessidade de inovação é o primeiro passo para se manter atraente e também para sobreviver ao mercado. Afinal, a concorrência é cada vez mais acirrada, e o consumidor aumenta a sua exigência constantemente, solicitando, assim, que as empresas ofereçam novidades constantes.

Ou seja, ele não deseja apenas a excelência do serviço, mas também diferenciais atrativos. A tecnologia, por exemplo, tornou-se um elemento imprescindível na hora de alavancar os serviços de entretenimento. A agilidade, a eficácia e a modernidade proporcionadas por ela, além de todos os seus recursos visuais, tornam-na uma fonte de atratividade para os usuários.

O chatbot como alternativa de inovação

O chatbot é uma tecnologia que tem como finalidade atender os usuários. Basicamente, o software tem a função de trabalhar e gerenciar a troca de mensagens entre a empresa e o consumidor. O interessante é que ele pode ser instalado em sites, mas também em apps de mensagem, como Facebook Messenger.

E não pense que as mensagens são apenas aquelas respostas automáticas. A inteligência artificial aplicada ao programa permite respostas personalizadas por meio da junção de dados fragmentados. Essa característica, por exemplo, é especialmente importante para o entretenimento.

Em casos como esse, o chatbot pode ser usado de diferentes maneiras. Ou seja, a empresa pode apresentar personagens virtuais com capacidade de interagir com os usuários, sendo uma fonte de entretenimento e aguçando a sua curiosidade.

Aliás, vale ressaltar que alguns aplicativos voltados a essa área ficaram populares por conta dessa interação inusitada, já que imitam a conversa humana e são, até mesmo, capazes de adivinhar nomes de personagens famosos dadas às características apresentadas pelos usuários.

As vantagens dessa aplicação são variadas. Permitir a personalização de acordo com o perfil da empresa pode ser considerada uma das mais proeminentes entre elas. Além disso, os usuários tendem a se sentir mais engajados com a marca, visto que a tecnologia é capaz de conduzir com excelência várias demandas que hoje ficam apenas a cargo do atendimento humano.

As maneiras de utilizar o chatbot no entretenimento

As funções dos chatbots para o entretenimento são variadas. Eles podem ser úteis em diferentes frentes, ainda mais quando se envolve a diversão dos usuários. Entre as maneiras de utilizá-lo, algumas se destacam. Veja!

Seleção de conteúdo

Os chatbots são uma poderosa ferramenta para conteúdo em entretenimento. Voltando ao início do texto, quando falamos sobre os canais de streaming que têm se popularizado, imagine a seguinte situação: um usuário solicita ajuda ao bot para escolher, no catálogo de filmes, algo que esteja de acordo com as suas preferências. O programa será capaz de realizar essa intermediação.

Divulgação e marketing

O marketing do entretenimento cinematográfico tem apostado também na utilização dos chatbots como forma de engajar o público e criar maior identificação dele para com o conteúdo apresentado. Um bom exemplo é a inserção do próprio indivíduo em uma experiência de fã. Foi o que aconteceu nas estreias do filme Power Ranger e da série 3% da Netflix.

Em ambas, o usuário interagia por meio de mensagens e era atendido como se fosse um personagem da série. A função da ferramenta, nesse caso, foi o aprimoramento da interação entre espectador e o universo ficcional.

Criação de conversas interativas

Entreter as pessoas de maneira a cativá-las não é uma tarefa tão simples. Com chatbots, então, a maior preocupação é justamente o fato de as conversas se tornarem muito automáticas, repelindo, assim, os usuários. No entanto, essa realidade mudou. Hoje, não é só possível fazer a personalização, mas também utilizar a inteligência artificial para que as respostas sejam mais descontraídas, tal como mencionamos.

O chatbot e a sua aplicação na mídia

Os chatbots não vieram para substituir os canais de mídia, aliás, vieram para acrescentar e dar maior consistência a eles. Imagine o seguinte exemplo: o indivíduo vê uma divulgação na TV de algum produto ligado ao entretenimento. Em vez de ligar para a empresa, a fim de saber mais sobre o que é oferecido, a ideia é que ele entre em plataformas, como as mídias sociais, e interaja com os bots.

O objetivo não só é reduzir os custos, mas também permitir maior comodidade ao indivíduo. Vamos a um exemplo mais claro: a sua empresa oferece pacotes de diversão em determinados pontos turísticos. O indivíduo vai até o seu canal, que, inclusive, pode ser um aplicativo, e poderá interagir e procurar informações, como horários e disponibilidade de ingressos e, até mesmo, realizar a compra.

É justamente nesse ponto que o bot ganha ainda mais relevância no mercado do entretenimento. A associação dele à mídia torna completo o serviço requisitado pelo indivíduo.

É fato que muito ainda se discute sobre a humanização do atendimento por meio dos chatbots e sua aplicação no mercado, especialmente, quando se trata de algo tão pessoal quanto o entretenimento. Afinal, as pessoas consideram a diversão de diferentes maneiras e é preciso estar atento a isso na hora de buscar a personalização.

Estrategicamente falando, investir neste canal de mensagens é uma ótima maneira não só de economizar, mas de otimizar o relacionamento com o cliente. Isso porque a sua empresa poderá ficar conectada 24 horas por dia, 7 dias por semana.

E então, gostou de aprender mais sobre o chatbot como alternativa de inovação? Quer saber mais sobre o assunto? Assine a nossa newsletter e receba conteúdos diretamente no seu e-mail!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share This
Navegação