chatbot para empresa capa post

Chatbot para empresa: 4 erros que vão fazer seu chatbot falhar

Se você se preocupa em reduzir custos de operação e otimizar a produtividade da equipe, já tem dois bons motivos para ficar atento aos erros que costumam prejudicar o desempenho do chatbot para empresa.

Afinal, se os seus principais concorrentes estão migrando para um atendimento automatizado de sucesso, saiba que isso é algo pensado de forma estratégica, e não uma medida aleatória para diversificar a comunicação que acaba resultando em prejuízos.

Pensando nisso, reunimos 4 atitudes que você deve evitar para que o projeto do chatbot da sua empresa seja satisfatório desde o início. Continue a leitura!

1. Ignorar os objetivos e as funcionalidades

O chatbot deve sempre ser desenvolvido com um propósito. A falta de objetivos inviabiliza a conquista dos resultados. O que exatamente você pretende que o software resolva? Prefere que ele atue como suporte, atendente ou vendedor?

É importante pensar nessas questões para que o programa resolva problemas reais. Além disso, é preciso mapear as funcionalidades. Por exemplo, o processo de integração deve acontecer com quais sistemas internos? Como isso vai ser realizado? Busque as respostas para essas perguntas.

2. Ausência de um planejamento estratégico

O planejamento é um documento que contém todas as informações relevantes a respeito de um projeto. Sem ele, qualquer ação é um tiro no escuro. O arquivo deve ser bem elaborado e ficar disponível para futuras consultas. Nele, você pode se organizar para estabelecer os fluxos de interação: Quais são os principais questionamentos do público durante o contato com a sua empresa? Que tipos de respostas são mais adequadas? Em que situação o chatbot direciona para um atendente humano? Todas essas questões precisam sem levadas em conta.

3. Desconsiderar o público para criar o chatbot para empresa

O chatbot pode ser personalizado de acordo com as necessidades do seu negócio. É um erro gigantesco ignorar todas as potencialidades dessa tecnologia, o que coloca em risco a experiência do consumidor.

Por isso, conheça o perfil do seu público e compreenda as expectativas dele em relação aos seus serviços. Dessa forma, você vai saber a linguagem correta para se expressar, evitar possíveis frustrações e, ao mesmo tempo, causar uma boa impressão.

4. Não fazer parceria com uma empresa experiente

O chatbot é um software complexo que exige diversas adaptações e testes para obter uma boa performance. Então, não pense que qualquer um pode fazer isso para você; é fundamental contratar uma empresa com expertise nessa tecnologia.

Avalie a experiência de quem vai transformar o seu projeto em realidade. Pesquise informações no próprio site institucional, confira o portfólio de clientes, leia o conteúdo da página “quem somos” e consulte indicações.

Leve em consideração que as organizações mais focadas em atender às necessidades do projeto sabem a importância da inovação em todos os sentidos, principalmente ao integrar o sistema a outras plataformas para otimizar o atendimento.

Hoje, você viu a importância de ter um planejamento para implantar o chatbot para empresa. Os objetivos devem estar claros e bem definidos para o seu projeto atingir as expectativas esperadas. Além disso, é fundamental considerar o tipo de público e fazer parceria com uma empresa especializada. Pense nisso!

Conhece outra forma de evitar que um chatbot para empresa apresente algum defeito? Comente aqui no post!

 

Leia mais:

5 pontos a considerar ao contratar um chatbot para sua empresa

Como criar um chatbot realmente inteligente?

Chatbots e as mudanças no comportamento do consumidor

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share This
Navegação