a-importancia-da-comunicacao-criativa-para-a-empresa.jpeg

A importância da comunicação criativa para a empresa

Serviços bem prestados e um bom atendimento são muito importantes para conquistar o cliente. Contudo, é necessário também apostar numa comunicação criativa para consolidar uma posição de destaque no mercado.

Isso porque o engajamento do consumidor é fruto, principalmente, de ações comunicativas que abrangem o contato pessoal e os recursos digitais (redes sociais, blogs, etc.). Perde espaço para a concorrência a empresa que não aposta numa estratégia de relacionamento com seus públicos de interesse.

Confira neste post algumas iniciativas vitais para uma organização unir inteligência e criatividade para fidelizar o cliente:

 

Seja bom ouvinte

Não basta ter boas ideias para ser criativo. É muito importante ser bom ouvinte, principalmente, nos momentos mais difíceis. Uma crítica ou sugestão de um consumidor pode contribuir bastante para a empresa melhorar a qualidade dos serviços prestados.

Por isso, é fundamental ouvir com humildade o que o público espera da organização. A impaciência e a arrogância são inimigas que devem ser combatidas, quando as pessoas relatam um problema relacionado com a empresa. Ignorar as informações repassadas pelos clientes é um erro grave hoje em dia.

 

Use as redes sociais a seu favor

Uma organização precisa ter uma boa presença digital para estar antenada com as tendências de comportamento do consumidor. De que forma isso pode ser feito? Uma boa resposta para esta pergunta é apostar nas redes sociais, como Facebook, Twitter, LinkedIn, YouTube, etc.

Elas são muito importantes não apenas para divulgar as iniciativas da empresa, mas também para interagir com as pessoas. Por meio de uma rede social, é possível esclarecer as dúvidas dos clientes de forma rápida, clara e transparente.

Sem dúvida, isso contribui para o fortalecimento da imagem e mostra seriedade e respeito com o público-alvo.

 

Produza conteúdo para ter uma comunicação criativa

Inegavelmente, é fundamental ter uma presença efetiva nas redes sociais. Porém, isso apenas vai produzir resultados efetivos para o negócio, caso o conteúdo produzido seja relevante para os consumidores.

Neste cenário, é válido criar vídeos curtos, informativos e atraentes. Também é recomendado elaborar textos relacionados com a atuação da empresa, sem empurrar um produto ou serviço para o consumidor.

Por exemplo, uma escola de idiomas pode ter um blog, onde são publicados artigos sobre a importância de incentivar a leitura na infância ou sobre técnicas de memorização. Assim, mostra que pretende ter uma relação mais próxima com o público do que o contato comercial.

Outra iniciativa interessante é apostar nos memes (peças produzidas com tom humorístico para difundir uma ideia na internet). Logicamente, isso deve ser feito com bom senso e criatividade, porque o público está cada vez mais exigente e menos tolerante a erros.

 

Priorize a tecnologia sempre que possível

A tecnologia está cada vez mais presente na sociedade. Por isso, é importante utilizar recursos que facilitem a vida do consumidor. Uma empresa pode perfeitamente investir no videochat — ferramenta que ajuda o freguês a conhecer um produto ou serviço. Esta medida é uma forma inteligente de reforçar a comunicação criativa e incentivar as vendas.

Outra ação que ajuda a expandir o negócio é a adoção de chatbots (contatos da organização disponíveis em aplicativos de mensagens, como Facebook Messenger, Telegram, etc.). Eles permitem que o consumidor interaja com a atendente ou faça vários procedimentos de maneira automatizada, como participar de promoções, conhecer novas ofertas, fechar um negócio, entre outras possibilidades.

A comunicação criativa deve ser bastante valorizada para uma organização conquistar resultados cada vez mais expressivos.

Se você deseja investir em novas formas de se relacionar com os clientes, leia o artigo Comunicação corporativa mobile: saiba como fazer!

 

Leia mais:

5 estratégias de comunicação criativas para usar com os clientes

Comunicação interativa: aprenda a se relacionar com o público

5 coisas que você precisa saber sobre chatbots

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share This
Navegação